DEIXAR QUE O PASSADO PASSE

 Parar de sofrer pelo outro:

·         Creio que todos nós temos problemas dentro de casa, sabe disso, vive isso.   

·         Todos nós vivemos ao lado de uma pessoa problemática, é inevitável que a gente sofra.

·         Quando a gente ama as pessoas é natural que fiquemos abatidos toda vez que as pessoas nos firam

·         Este é um limite que precisamos aprender

·         Nós sofremos demais pelos outros porque nos falta diferenciar. Ele não sou eu

·         O meu amor pelo outro tem que ter um limite. Para amar, o amor precisa ter limite, porque se não ele deixa de ser amor. Ele passa a ser uma coisa doentia

·         Em tudo que não existe limite ele se torna doentio

·         Nas situações dos outros a gente sempre pode intervir através de um conselho, de uma palavra

·         Mas é preciso entender que o sofrimento do outro eu não preciso carregar pra eu

·         Tem pessoas que nem querem mudar porque sabe que outros ajudam na manutenção do seu sofrimento. Ela vai ter nossa atenção nosso afeto

·         Em muitos momentos da vida é preciso cortar certos vínculos doentios, porque eu estabeleci um vinculo de carência de que a pessoa identifica, se eu parar de sofrer este vai terminar o seu afeto por mim

·         Se a outra pessoa não crescer ela se torna dependente. Ela tem que se recuperar. Aquele conselho, aquela palavra dita uma vez, tem que valer se não ira repetir sempre. Ai você tem que ficar fazendo manutenção de vitimas

·         Temos que entender que um problema não pode tirar o foco da nossa vida e da nossa história. Quanto mais você se fizer de coitadinha, maior será a necessidade de contar isso, porque você descobre nisso a necessidade de afeto.

·         Não pense que o desespero é para vida inteira.  Deixe que a vida passe. Deixe que você organize esse sentimento de você

·         Quando sofremos de mais com os outros, parece que nós temos problemas. E de repente você percebe que os outros te influenciaram tanto que parece o sofrimento ser seu.

·         Amar o outro significa dar a ele o que precisa ser dado. E negar o que precisa ser negado

·         Você não pode carregar o problema do outro em suas costas, pensando que você tem que dar conta de todos eles

·         Há situações na vida dos outros que eu não tinha que me envolver. São escolhas dela. Eu posso dar um conselho, pare de beber, pare de fumar, a droga está destruindo a sua vida. Agora eu não tenho como tomar a decisão do outro.

·         Eu não tenho como entrar no coração do outro e viver a vida dele.

·         As vezes o outro precisa de uma sacudida para que ele se levante

·         Precisa de um choque para que tome suas rédias

·         As pessoas tem que cuidarem para não desperdiçarem a sua vida

·         Não precisa insistir em sofrer por problemas que não são seus

·         As vezes é ´preciso esquecer que os outros tem problemas, e que você também não precisa sofrer de todos os problemas dos outros

·         Precisamos para de moleza

·         Eu tenho que ter um esforço diário para não jogar no quintal do outro os meus lixos

·         É preciso ter a coragem de olhar nos olhos do outro e ter a coragem de dizer: a partir de agora eu estou colocando limites, se você não reagir, se você não tomar suas decisões, se você não fizer o seu esforço, você não conta mais comigo

·         As vezes as pessoas não melhoram porque a gente insiste em passar a mão na cabeça, insiste em assumir o problema dela e fazer

·         Uma coisa é a gente socorrer o outro, mas saber que ele está levando o fardo que tem que levar

·         A vida é assim. Um dia eu posso ser Cirineu, ou dia levar a cruz, mas não posso cruzar os braços. Eu jamais vou admitir que alguém venha me ajudar quando eu cruzo os braços

·         Não há felicidade sem luta. Eu desejo que você descubra o seu jeito de lutar. O seu jeito de não carregar os outros nas costas

·         Tenho que saber o dia de tirar meu time de campo para o outro lutar.