São Pedro e São Paulo - Colunas da Igreja

Celebramos as duas colunas mestras da Igreja: são Pedro e são Paulo. Pedro, que apesar de negar a Jesus por três vezes, foi escolhido por Ele para ser o primeiro papa da Igreja. Jesus lhe dá o nome de Pedro, que significa sua vocação de ser "pedra", rocha matriz que dá sustentação às pilastras da Igreja; Ou seja para que Jesus edifique sobre ele a comunidade daqueles que acreditam em Deus e seus mistérios.
Assim, Pedro e Paulo são as duas pilastras sobre as quais Jesus construiu a sua Igreja, a qual foi iniciada por eles, que tinham a missão de continuar a obra salvadora de Cristo.
Pedro recebe plenos poderes: "Tudo o que ligardes na Terra será também ligado no Céu". "Sobre ti edificarei a minha Igreja e as portas dos infernos não se prevalecerão contra ela..." Por isso, podemos ficar tranqüilos, pois essa promessa de Cristo não é apenas à pessoa de Pedro, mais se estende a todos nós engajados e compromissados com o Reino de Deus.
Pedro foi o primeiro Pontífice e é por isso que hoje também comemoramos o dia do papa, o substituto de Pedro através dos tempos.
Paulo, após a experiência com Cristo na estrada de Damasco, transformou-se: de perseguidor dos cristãos a qualidade de fundador carismático da Igreja; De perseguidor, transforma-se em mensageiro de Cristo, "apóstolo", grande pedagogo que explicou a missão, a mensagem e a vida de Cristo. Paulo não só explicava tudo isso, como dava testemunho de Cristo. E é assim que devemos ser. As cartas de Paulo forma um verdadeiro tratado de teologia, que devemos ler e meditar.
Paulo, após terminar a sua missão, ofereceu sua vida como oferenda adequada a Deus. Façamos nós o mesmo!

E hoje? Quais são os Pedros e os Paulos que sustentam a Igreja contemporânea que caminha pelas estradas tortuosas, cheias de pedras e vales perigosos conduzindo os cristãos a merecerem um dia alcançar uma morada eterna?
São os catequistas: Padres, freiras, cristãos engajados, que a exemplo principalmente de Paulo, levam corajosamente a mensagem de Cristo àqueles que precisam dela para a sua salvação. Os Pedros e Paulos atuais são os padres que ofereceram suas vidas em oferenda viva a Deus, pela causa do Reino. São eles que num esforço sobre-humano, vencem as tendências contrárias à sua missão:
1-As tendências opostas internas representadas pelos os seus impulsos instintivos;
2-As tendências externas, que são as muitas tentações de um mundo sem limites que insiste em nos convencer que o pecado não é mais pecado.
E é um esforço sobre-humano, pois se dependessem apenas de suas forças humanas, nada conseguiriam. Eles sobrevivem a graça e a fé, por que o Espírito de Deus está com eles, por eles e neles. "Eis que estarei convosco até o fim dos tempos".
Prezados Irmãos. Sejamos nós também seguidores e imitadores de Pedro e Paulo.