Natal, Festa da Vida e da Esperança

É natal mais uma vez. É a celebração da vida que se manifesta na fragilidade de uma criança e no acolhimento de corações humildes como os corações de Maria e José.

" Enquanto estavam em Belém completou-se os dias para o parto e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria" (Lc 2, 6-7).

Muitos festejam o natal com comida, bebida e passeios; outros celebram o natal com a família e os amigos; são estes que, verdadeiramente acolhem o Cristo nas suas vidas. Para estes Ele se manifesta como o Emanuel, Deus conosco. Quem celebra o natal, aberto à fé, à esperança e à caridade está mais em condições de acolher, com a mente e o coração, o maior presente que o mundo poderia receber que é o Filho de Deus. Ele se fez pequeno para nos engrandecer no seu amor eterno.

Todos nós que cremos e acolhemos Jesus em nossa vida temos o compromisso de defender a vida em todas as suas etapas e dimensões. A vida não é obra humana, mas um presente de Deus. Jesus é o primogênito de toda a criação. A maior riqueza do planeta terra não são as riquezas naturais e sim a vida como um todo. Por isso, tudo deve estar em função da vida.

Quero desejar a todas as pessoas, que defendem e promove a vida, como Maria e José, um santo e abençoado natal em Cristo Jesus.

+ Dom Jacinto Inácio Flach