Mês do Rosário

Segundo uma tradição, o Rosário, tal qual nos é conhecido, foi dado por Nossa Senhora a São Domingos, na tarde de 21 de julho de 1206, no Santuário de Nossa Senhora de Proville, na França. Fora São Domingos enviado à França pelo Papa Inocêncio III a fim de combater a heresia dos albigenses.

As palavras que a Virgem lhe disse possuem hoje a mesma aplicação que outrora: "O remédio para os males que lamentas será a meditação na vida, morte e glória de meu Filho unida à recitação da saudação angélica, pela qual foi anunciado ao mundo o mistério da Redenção".

Nos últimos séculos vários Papas falam e recomendam a reza do rosário ou terço. Em 1883 o Papa Leão XIII promulgava a Encíclica Supremi Apostolatus Officio, indicando o rosário como instrumento eficaz contra os males da sociedade.

O Papa João XXIII era devoto do rosário. O Papa Paulo VI publicou a exortação apostólica Marialis Cultus onde mostra o rosário como uma oração Cristológica. O Papa João Paulo II, desde criança rezava o terço na família e na comunidade; mesmo como Papa, rezava todos os dias o terço e dizia "O rosário é a minha oração predileta! Maravilhosa! Maravilhosa na simplicidade e na profundidade" (V. Mariae, 2).

O mês de outubro é o mês do rosário e das missões. Todos somos convocados a rezar o terço todos os dias do ano. Temos tempo para muitas coisas úteis e necessárias, sem nunca esquecer a oração, que é a respiração da nossa vida espiritual. "Tudo posso naquele que me conforta" (Fl 4, 13).

+ Jacinto Inacio Flach