O verdadeiro sentido do Natal é celebrado espiritualmente, diz bispo Dom Jacinto

Às vésperas da grande festa do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo, as portas dos templos se abrem para celebrar e das casas para receber familiares e amigos.

 Para os cristãos, especialmente os católicos, conforme o bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, “o verdadeiro sentido do Natal é celebrado espiritualmente”.

 Segundo ele, cada pessoa deve preparar o seu coração para bem celebrar a festa do nascimento. “Certamente muitas famílias celebraram a novena e outras participaram de celebrações, confissões... Este é o Natal verdadeiro, preparado para depois ser celebrado junto à família, pois a festa é espiritual e não social. Se esquecemos disto, não vamos ter o presente que Deus quer nos conceder, que é a paz e alegria em nossas famílias, em nossos corações. É fundamental que as pessoas não esqueçam que não existe Natal sem o grande presente que o céu enviou à terra, que é Jesus Cristo, Filho de Deus”, destaca.

 Dom Jacinto enfatiza que esse espírito deve chegar ao coração de todos. “Paz e felicidade, sobretudo, são o que mais se desejam. Muitos desejam sorte, mas para mim, porém, a sorte é que Deus vem nos visitar e nos ama, esta é a grande riqueza”.

 Celebrar em comunidade

 Dentro do verdadeiro espírito do Natal, o bispo faz um pedido. “Gostaria de pedir que todas as pessoas de fé, católicas ou não, realmente festejassem, celebrassem junto à sua comunidade, primeiro com Deus e com os irmãos e depois fizessem com que essa celebração continuasse em suas casas, com suas famílias, com seus amigos. Este é o Natal que traz alegria, não o Natal que junta somente pessoas para beber e se divertir e no fim acabam brigando. Isto não é Natal. Deus não está ali presente”.

 Dom Jacinto Inacio Flach recorda que a festa já tem mais de dois mil anos e continua sendo celebrada por milhões de pessoas no mundo inteiro. “Que os anjos continuem a cantar para os corações de boa vontade que a paz é possível, que a alegria é possível e que o ano que está se aproximando é um ano de muita esperança. Quem está com Deus e tem fé sempre pode esperar muita coisa boa. Que seja para todos nós um ano de muitas bênçãos”.